O mito de Platão

Quando Platão me tirou da caverna, prometeu o paraíso. Um novo mundo com comida farta, animais coloridos, água abundante, seres humanos extraordinários, celular de três chips e até uma tal de linha 4 do Metrô para eu andar.
O que eu conheci foi o Cambuci. Um apartamento de um quarto num prédio de paredes descascadas que ainda divido com uma puta, um traficante e uma velha que mata de fome os quatro moleques. O caçula, vagabundo que outro dia queimou minha TV 24”.
Ganhei numa rifa. A única coisa que já ganhei na vida.
Até meu nome, Tigre Lupertina, virou…
– Samanta, minha flor, como você tá? – vem se chegando, aquele filho da puta.
Ao menos me arrumou um emprego de balconista aqui na flor do Cambuça. Em tempos de crise, melhor que dar o cu por 10 conto e três pedras de crack.
– O que me conta? – chega, todo cheio de intimidade, se roçando em mim.
– Sai, porra.
– Ihhhhh, dormiu de calça, caraio?
– Vai se foder.
– O que tá pegando?
– Porra, não aguento mais político. Começa te chamando pelo diminutivo, finge ser seu melhor amigo e quer chupar até tua alma. Mas no fundo, você não vale nada. Cada osso da gente parece que vai usar para construir uma ponte que vai até o lugar onde quer chegar. Se você cair no canto da sereia, parece um queridão, amigão íntimo mesmo, mas, no fundo, esfarela igual biscoito de polvilho.
– É, eleição é foda, né, Samanta?
– Quem tá falando de eleição, porra? Quem falou de urna?
Tô falando de você e dessa tal de humanidade.
Os da TV, pelo menos, são profissionais de jogo sujo. Vocês são só uns bosta na vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s